Você está vendo o que eu estou vendo?

Uma questão importante nesses tempos de fotografia digital é a calibragem do monitor. Quem vê e edita fotos no computador precisa investir um tempinho na regulagem do seu equipamento. Existem variações enormes na forma de exibição das fotos em diferentes monitores. Cada pessoa regula de um jeito, outros nem regulam, deixam com a configuração de fábrica (que geralmente é péssima para visualizar fotos). Se você já prestou atenção na loja de televisores, onde dezenas de aparelhos, ligados no mesmo canal, mostram imagens com cores, brilho e contraste completamente diferentes, sabe bem do que estou falando. Para fazer um rápido teste quanto ao brilho e contraste do seu monitor, observe a tabela abaixo. Você deve ser capaz de perceber as diferenças entre todos os quadrados, para perceber corretamente a luminosidade das fotos.

tons.gif

Já posso adiantar que a maioria das pessoas usa monitores com excesso de brilho. Esse é um ajuste fácil, geralmente no próprio monitor existem botões que regulam brilho e contraste. Procure deixar o brilho no mínimo e o contraste no máximo, sempre observando a tabela acima e vendo as variações que ocorrem. É importante que você possa diferenciar todos os quadrados, percebendo a mudança de tonalidade.
Quanto à cor, é difícil fazer qualquer suposição: existem monitores que puxam para o vermelho, outros para o azul, alguns têm saturação excessiva de cores, outros mostram cores apagadas. Se você perceber alguma tonalidade de cor, mesmo que muito leve, nos quadradinhos acima, que são variados tons de cinza, já vai saber que seu monitor está com um desvio nessa direção.

Fotógrafos profissionais usam um equipamento específico para a calibragem do monitor (chamado colorímetro) e fazem gerenciamento de cores. É o que eu faço, e isso garante que o que eu vejo em meu monitor seja igual ao que será impresso pelo laboratório fotográfico. Claro que dentro de um limite, já que sempre vai existir uma diferença entre a tela, que emite luz, e o papel. Além disso, trabalho em ambiente iluminado com uma lâmpada neutra, para poder avaliar as cores sem interferências de cor. Nossos olhos se adaptam às diferentes temperaturas da luz, e compensam quando a luz é amarelada ou azulada, podendo nos levar a avalições erradas quanto à correção das cores.
Para quem tem a fotografia como hobby ou gosta de ver fotos na web, recomendo uma alternativa que não é perfeita, mas já ajuda bastante: um software gratuito que faz a calibragem do monitor. Quem se interessar, pode baixar o programa aqui. Basta seguir as instruções na tela e fazer as alterações necessárias, de acordo com as instruções. É fácil e melhora bastante a fidelidade de exibição das imagens. Experimente! Quem usa photoshop tem também a opção de utilizar o Adobe Gama, que é instalado junto com o photoshop e pode ser encontrado no painel de controle do windows.
Uma boa forma de testar o resultado é comparar o arquivo no monitor com a foto impressa em um laboratório de qualidade.
Aos meus clientes, recomendo que façam pelo menos o ajuste de brilho e contraste, para que possam ver as provas de nossa sessão de fotos com maior fidelidade.
Abaixo, um exemplo das variações. O que você vê? Vc sabe qual é a foto correta em termos de brilho, contraste e cores? Será que você está vendo o que eu estou vendo? Calibre e descubra! Mas prepare-se para um boa surpresa! A maior parte das pessoas não tem noção de como está “descalibrada”! 😉

diferentes.jpg

Comentários